Home / DESTAQUE / Aumenta para 14 os casos de coronavírus em Porciúncula; comércio segue aberto, mas estabelecimentos já foram multados

Aumenta para 14 os casos de coronavírus em Porciúncula; comércio segue aberto, mas estabelecimentos já foram multados

A Secretaria de Saúde de Porciúncula informou no final da tarde desta sexta-feira (15), que confirmou outro caso de coronavírus, o 14º do município. Dentre estes, cinco pacientes já estão curados e quatro com suspeita da doença ainda aguardam resultado de exames. Até o início da pandemia, 79 apresentaram sintomas, mas testaram negativo.

Comércio aberto, mas fiscalizado

No município o comércio segue aberto, mas segundo a prefeitura, fiscalização das atividades tem sido ativa para conter o avanço do coronavírus. A partir da flexibilização do comércio, em 13 de abril, o controle intensificou, com fiscais nas ruas para garantir a manutenção das normas de segurança determinadas por decretos municipais.

Cinco fiscais municipais circulam diariamente pelas ruas da cidade e dos distritos fiscalizando, orientando, notificando e multando, caso necessário. O trabalho é feito em parceria entre Vigilância Sanitária e Coordenadoria de Arrecadação que conta também com um telefone para mensagens de denúncias. O whatsapp 22.99620.4821, criado em 08 de maio, já recebeu 51 denúncias. A equipe de fiscalização contabiliza 41 notificações e quatro multas.

“O decreto municipal 2067/2020 determina a aplicação de multa de 3 UFIPs (cerca de R$522,00) em caso de reincidência ou nova infração às normas estabelecidas. A equipe de fiscalização orienta e notifica. O não-cumprimento gera multa e pode levar à cassação do alvará de funcionamento”, esclarece Saulo Reis, da Coordenadoria de Arrecadação.

A equipe de fiscais recebe a denúncia a qualquer hora para posterior fiscalização. Já as rondas acontecem diariamente, inclusive com passagens noturnas. Ainda de acordo com o decreto municipal, cabe ao dono do estabelecimento o controle de pessoas e a garantia do uso de máscaras pelos clientes.

Da redação da Rádio Natividade