Home / DESTAQUE / Garotinho e Rosinha são presos em operação do Ministério Público

Garotinho e Rosinha são presos em operação do Ministério Público

O Ministério Público estadual (MPRJ) prendeu, na manhã desta terça-feira, os ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Matheus durante uma operação que investiga o superfaturamento de R$ 62.566.209,25 em contratos para a construção de casas populares firmados com a construtora Odebrecht em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. Os dois teriam recebido R$ 25 milhões em propinas.

Garotinho e Rosinha foram presos em casa, no Flamengo, na Zona Sul do Rio. Eles foram levados para a Cidade da Polícia, no Jacaré, na Zona Norte, para prestar depoimento. Além dos ex-governadores, também são procurados pela Operação Secretum Domus, como foi batizada, Sérgio dos Santos Barcelos, Ângelo Alvarenga Cardoso Gomes e Gabriela Trindade Quintanilha. Todos também são alvos de mandados de busca e apreensão, que estão sendo cumpridos em Campos e na capital.

Dentre as apreensões, o MPRJ pediu o bloqueio de R$ 140 milhões da Construsan, contratada pela Odebrecht para a realização de parte das obras.As investigações foram feitas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Caeco) do MPRJ a partir da delação premiada dos executivos da Odebrecht Leandro Andrade Azevedo e Benedicto Barbosa da Silva Junior. O MPRJ descobriu irregularidades em contratos firmados com a construtora nos programas Morar Feliz I e Morar Feliz II durante os dois mandatos de Rosinha como prefeita de Campos (2009-2016). As obras ainda não foram concluídas.

Fonte: O Dia