Home / NATIVIDADE AGORA / Natividade: Motoristas terceirizados param as atividades e alunos da rede estadual ficam sem transporte

Natividade: Motoristas terceirizados param as atividades e alunos da rede estadual ficam sem transporte

A maior parte dos motorista/proprietários de veículos terceirizados que trabalham no transporte de alunos da rede estadual de ensino paralisou suas atividades. Com isso, significativo número de estudantes do município, desde a semana passada, enfrentam problemas para frequentar as aulas, na sede do município e no distrito de Ourânia, onde estão localizadas unidades, principalmente de ensino médio.

A crise tem sido relatada há dias por pais e mães de alunos, que em contato com a redação da Rádio Natividade, clamam pela solução da questão. Nesta terça-feira (27), depois de outra série de apelos, a emissora solicitou posicionamento da Secretaria Estadual de Educação, no Rio de Janeiro, que através de nota da assessoria de imprensa, afirmou que “De acordo com os diretores das unidades escolares estaduais localizadas no município de Natividade, o serviço de transporte escolar complementar está em pleno funcionamento”, informação que não condiz com relatos dos responsáveis pelos adolescentes.

– Não está tendo! A Kombi que leva os alunos do Barro Branco está parada, mas liguei para escola e me deram até quinta-feira para resolver esse assunto e estou aguardando uma resposta, – declarou Sheila Moreira.

– Ontem e hoje não teve transporte de Querendo para Natividade. Os alunos tiveram que pagar passagem. Espero que normalizem essa situação! – Afirmou Lúcia Helena Rodrigues.

– Alunos vindos de Cruzeiro da Vala para Ourânia, estão com problemas de transporte desde o início do ano e continua até agora, – finalizou Ronaldo Provietti da Costa.

– Ontem e hoje não teve e os alunos tiveram que pagar passagem! – Revelou Vanessa Maria.

Ao contrário da nota, que sustenta que diretores negam qualquer problema, a emissora também recebeu “prints” de conversas e áudios, nos quais tais profissionais, admitem a situação e pedem tempo para uma solução. Em um destes, citam entre outras, reunião com o secretário Pedro Fernandes, nesta segunda-feira (26), em Itaperuna, quando este tema teria sido alvo de discussão.

A Rádio Natividade não conseguiu falar com representantes dos motoristas para esclarecer quais seriam suas reivindicações.

Da redação da Rádio Natividade

Nota enviada à Rádio Natividade