Home / NATIVIDADE AGORA / Laudo descarta dengue hemorrágica como causa de óbito de moradora de Ourânia e confirma febre maculosa

Laudo descarta dengue hemorrágica como causa de óbito de moradora de Ourânia e confirma febre maculosa

A Secretaria Municipal de Saúde de Natividade recebeu nesta quarta-feira (03), o resultado dos exames sorológicos que investigavam a morte da dona de casa Marly Rosa Pereira Martins, de 49 anos, falecida mês passado no distrito de Ourânia. Na época, chegou a ser levantada extraoficialmente a possibilidade de dengue hemorrágica, o que por fim, acabou sendo descartado.

Segundo o documento expedido pela Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) , a vítima teria sido acometida de febre maculosa, cujos sintomas, costumam ser confundidos com a doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypt. Os laudos sobre os motivos do óbito do cunhado dela, Jorceni Soares, 67, além de outras duas pessoas, entre as quais uma criança, ainda não estão concluídos. Segundo a secretária Marília Serrano, todos os indícios, contudo, também a apontam para a febre maculosa, como a pasta já havia se manifestado anteriormente ao jornalismo da Rádio Natividade

O marido de Marly, Luís Guilherme Alves Martins, de 52, chegou a ficar internado em estado grave, mas se recuperou e está em casa.

– Pelo conjunto de fatores, ou seja, sintomas e locais frequentados pelas vítimas, tudo leva a crer que seja a maculosa mesmo. Já iniciamos o trabalho de levantamento dessas áreas – principalmente na região da Braúna onde muitas pessoas pescam – providenciando a fixação de placas de advertência e panfletos educativos, além de ministramos uma medicação no sal que ingerido pela capivara, a principal hospedeira, faz com que carrapato morra e caia. No entanto, apesar de todo esse esforço, o que mais vale é a prevenção. Por isso alertamos que a população, evite tais locais, – destacou Marília.

Da redação da Rádio Natividade