Home / NATIVIDADE AGORA / Artigo: Sem apoio, a luta pela sobrevivência de uma corporação quase centenária

Artigo: Sem apoio, a luta pela sobrevivência de uma corporação quase centenária

Infelizmente chego à triste conclusão de que a cultura, de fato, é encarada como algo sem a mínima importância em Natividade, pelo menos por parte do poder público (e aqui não quero criticar este ou aquele, mas sim o sistema em si). Vejamos o exemplo de nossa Lira Santa Rita de Cássia, que mais uma vez, aos trancos e barrancos, manteve a tradição no meu distrito de Ourânia: Foi para a rua e acompanhados do povo, os músicos, entre os quais, permitam-me citar meu avô de 93 anos, alegraram um pouco mais este feriado. Já me cansei, não na condição de profissional de impressa, mas de cidadão que ama esta terra, de clamar por atenção e apoio a esta corporação, que em 2018, no próximo dia 22, para ser mais exato, completa 83 anos de fundação.

Lamentavelmente, confesso ter jogado “pérolas aos porcos”, já nenhum dos administradores – eu disse nenhum – dos que se sentaram naquela cadeira do prédio em frente à Praça Ferreira Rabello, nestes últimos bons anos, se dignou a sequer fazer o mínimo que fosse. Fico a refletir então: tudo bem que a situação não está fácil! Mas tudo é questão de prioridade! No meio de tantos ralos abertos, não poderiam ter feito ou quem sabe, ainda fazer algo?O que se pede por lá é muito pouco diante da importância não apenas da Lira Santa Rita de Cássia, mas de toda nossa cultura tão lembrada em tempos de eleição! Desculpe o desabafo! Quem tiver ouvidos que ouça e olhos que leia! Tenho dito!

Por Vanderson Garcia – Jornalista e diretor da Rádio Natividade