Home / DESTAQUE / Terra treme e assusta moradores de São José de Ubá

Terra treme e assusta moradores de São José de Ubá

Um tremor de terra sentido em São José de Ubá, no Noroeste Fluminense, na noite de quarta-feira, assustou os moradores da pequena e pacata cidade, com 7 mil habitantes, que fica a 295 quilômetros do Rio. De acordo com a Rede Sismográfica Brasileira (RSBR), o abalo foi de magnitude 1.1, registrado às 19h26, pela estação sismográfica localizada em Campos dos Goytacazes, no Norte do estado, operada pelo Observatório Nacional.

Ubá fica a 62 quilômetros da estação de Campos. A Defesa Civil da cidade não registrou danos causados pelos tremores. Segundo o sismógrafo Fábio Dias, os tremores são ocasionados por pressões geológicas que existem na crosta terrestre.

“Essas pressões podem causar o deslocamento de alguma falha geológica preexistente. O que as pessoas sentem são as vibrações que são geradas pelo movimento dessa falha. São tremores independentes, não estão correlacionados a outros terremotos que têm acontecido na América do Sul ou em outra região”, detalhou Fábio, se referindo aos últimos tremores no Chile que foram sentidos em estados brasileiro há duas semanas.

Relatos de explosão

O sargento responsável pela Defesa Civil, Giovane Ferminiano, constatou que o tremor não deixou danos em Ubá. “Hoje (ontem) percorri as ruas do município atrás de indícios e relatos de moradores, mas não há registros de danos. Eu estava em uma reunião a 3 quilômetros do Centro e não senti o tremor. Minha filha estava em casa e disse que parecia uma explosão que veio do alto”, explicou Ferminiano.

O chefe de gabinete da prefeitura de São José de Ubá, Antônio Souza, contou que os moradores ficaram em pânico. “A população sentiu um susto bem grande. Houve pânico porque tremeu bastante. Moradores comentaram sobre um clarão no céu, seguido de explosão e tremor. Ainda não abemos detalhes sobre a veracidade dessas informações, mas o tremor aconteceu mesmo”, destacou Souza.

“Estava em casa. Foi um barulho muito alto. Ficamos um pouco assustados”, disse Vânia Maria dos Santos, de 51 anos. Nas redes sociais, moradores descreveram momentos de medo. “Levamos o maior susto na hora. A sensação foi que tremeu embaixo da casa”, escreveu uma internauta. “Também ouvi um barulho, foi tipo um estouro. Pensei que fosse acidente da estrada”, comentou outra.

De acordo com a RSBR, os tremores são comuns no território brasileiro. No ano passado, 20 foram registrados de magnitude de até 2.6 no estado do Rio.

Da redação da Rádio Natividade com informações de O Dia