Home / DESTAQUE / Mãe e filha acusadas de agredirem médica e promoverem quebra-quebra no Hospital Natividade

Mãe e filha acusadas de agredirem médica e promoverem quebra-quebra no Hospital Natividade

Na madrugada desta segunda-feira (09), duas mulheres que seriam mãe e filha, foram detidas sob a acusação de agressão e dano ao patrimônio público no interior do Hospital Natividade, no bairro Balneário.

A informação foi confirmada pela Polícia Militar, que acrescentou que Alessandra Rodrigues da Silva, de 38 anos, teria chegado ao pronto socorro e ao ser atendida, por razões não totalmente esclarecidas (supostamente por se negar a receber a medicação), passou a desacatar os profissionais de plantão e danificar lixeiras, armários e equipamentos da unidade de saúde. Sua filha, C.R.F.S., de 18, teria ainda atacado uma médica de 40, que teve os cabelos puxados e uma porção deles, arrancados.

PMs do serviço de radiopatrulha do 29º BPM seguiram para o local e detiveram a mais velha. A jovem já não se encontrava, mas acabou localizada mais tarde, sendo ambas conduzidas até a 139ª Delegacia de Porciúncula, responsável pelo plantão da área, aonde a mãe acabou autuada em flagrante pelo delegado Uilian da Costa, que arbitrou fiança como condição para que respondesse ao processo em liberdade.

Entretanto, até o fechamento da ocorrência já na manhã de hoje, o valor não havia sido quitado. A jovem foi autuada por lesão corporal e liberada. De acordo com a polícia, o endereço das envolvidas, seria o bairro Cehab, Itaperuna.

Através das redes sociais, uma das servidoras falou sobre o caso, lamentando o incidente.

– Toda equipe atendemos (a mulher) com todo respeito e profissionalismo! Fico muito triste em saber que existem pessoas que chegam a nosso local de trabalho com falta de educação, falta de respeito e destruindo o patrimônio público, coisa que é de todos. Pessoa que vai ao hospital, faz isso, e ainda se nega ao tomar os medicamentos. Fico muito triste em saber que existe um ser humano assim! – destacou a funcionária que testemunhou a confusão.

Da redação da Rádio Natividade – Foto: Jornalismo/Rádio Natividade

*Atualizado para a inclusão de informações