Home / DESTAQUE / Morre Dr. Renan Catarina, ícone da medicina no Noroeste Fluminense

Morre Dr. Renan Catarina, ícone da medicina no Noroeste Fluminense

Faleceu no final da manhã desta sexta-feira (19), aos 79 anos, o médico Renan Catharina Tinoco, considerado um dos ícones da medicina na Região Noroeste Fluminense e um dos maiores cirurgiões do Brasil. De acordo com informações de familiares, ele estava há vários dias internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI), do Hospital São José do Avaí, em Itaperuna, unidade que ele mesmo enquanto presidente por 38 anos, alçou à posição de referência no país. O sepultamento do profissional, vítima de arritmia cardíaca e fibrose pulmonar, se deu por volta das 14h ainda do mesmo dia, no cemitério Jardim Vale das Orquídeas, em cerimônia discreta aberta apenas à familiares e amigos mais íntimos.

O prefeito da cidade, Dr. Vinícius, que também é médico, através de nota, lamentou a morte do colega e decretou luto por três dias. Leia:

“Fica o pesar e a nossa eterna gratidão ao Dr. Renam Catharina Tinoco, membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, que através do seu excelentíssimo trabalho à frente do Hospital São José do Avaí, levou o nome do município de Itaperuna para todo o Brasil e para o mundo. Dr. Renam trilhou uma vida pautada nos melhores adjetivos atribuíveis a um ser humano, deixando além de familiares e muitos amigos, um legado de vida que servirá de espelho e de objetivo para todos itaperunenses”.

Da redação da Rádio Natividade – Foto: Arquivo/Blog Adilson Ribeiro

Médico nasceu no distrito de Ourânia, Natividade

Dentre algumas definições apontadas pelo dicionário Aurélio, lenda é o “indivíduo conhecido por muitos e admirado pelos seus feitos, pelo seu talento ou pelo seu desempenho em determinada área”. No futebol, por exemplo, Pelé é sinônimo de lenda, de mito. Quando alguém pronuncia o nome ‘Pelé’, não é preciso dizer mais nada, todos entendem muito bem o significado e a importância.

Dr. Renam…

Salvo as devidas proporções, o mesmo acontece com a expressão “Dr. Renam”. Seja em Itaperuna, no Estado do Rio de Janeiro, no Brasil ou no exterior, a área de Medicina conhece muito bem a lenda Renam Catharina Tinoco, ou simplesmente, Dr. Renam.

Relatar a vida desse ilustre itaperunense em poucas linhas é algo quase impossível; em um livro, talvez fosse possível registrar os feitos desse homem. O Projeto Personalidades, idealizado pelo escritor e jornalista Eusébio Dornellas, resolveu tentar traçar um relato sobre o Dr. Renam. E, neste instante, presta esta justa homenagem ao brilhante médico, que ainda hoje se dedica incansavelmente ao trabalho.

Nascido em 05 de março de 1938, em Ourânia (naquela época, pertencente a Itaperuna, RJ), fez o primário no Colégio Bittencourt. Posteriormente foi para a cidade de Niterói, onde cursou o científico no Colégio Batista. Em 1957 prestou o vestibular, passando para o curso de Medicina da Universidade Federal Fluminense, concluindo-o em 1962.

Retornando a Itaperuna, como cirurgião do Hospital São José do Avaí (HSJA), encontrou um pequeno hospital com apenas 25 leitos e nove médicos. Sabia que sua missão era difícil, mas, não mediu esforços para trabalhar em prol do hospital e da comunidade itaperunense.

Participou do primeiro congresso nos Estados Unidos do Colégio Americano de Cirurgiões no ano de 1968, tornando-se membro em 1978.

Ainda no ano de 1968, conseguiu, com o apoio de outros membros da comunidade, a permuta junto ao Governo do Estado do Rio de Janeiro do prédio antigo do hospital, para um novo espaço (prédio que se encontra até a presente data).

Avançando um pouco no tempo, chegamos ao ano de 1983, ocasião em que o Dr. Renam assumiu a presidência do HSJA. Dentre suas primeiras ações, ele convidou os colegas de profissão a adotar, cada um, uma enfermaria, custeando as reformas. Assim sendo, todas as enfermarias foram reformadas sem custo para o hospital. Em seu primeiro mandato, o médico conseguiu equipar todo o hospital, tornando-se referência regional para inúmeros procedimentos.

Em 1991 foi inaugurado o serviço de cirurgia cardíaca, com CTI especializado. Após o primeiro ano, o HSJA já era considerado referência no Estado do Rio de Janeiro para esse tipo de cirurgia. O hospital já recebeu diversos prêmios no Estado, pelo maior número de cirurgias cardíacas realizadas, com menor índice de complicações, sendo considerado estratégico para referência nacional pelo Ministério da Saúde.

Dr. Renam também exerceu o cargo de professor titular de Clínica Cirúrgica na Faculdade de Medicina de Campos, no período de 1987 a 1998, mantendo convênio com a Faculdade para internato em Medicina, disponibilizando vaga para dez alunos. Foi convidado para assumir o cargo de coordenador de ensino do Curso de Medicina, do Campus V da Unig em Itaperuna.

É membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (desde 1970), participando de todos os congressos anuais, totalizando mais de 500 apresentações em congressos nacionais e sete apresentações de trabalhos em congressos no exterior, ampliando as fronteiras de Itaperuna e do Brasil. Escreveu mais de 50 trabalhos em livros e revistas do Brasil e exterior.

Participa de várias instituições internacionais como membro, dentre elas: membro da Society for Surgery of the Alimentary Tract, Society of Laparoscopic Surgeons, European Association for Endoscopic Sugery, Society of American Gastrointestinal Endoscopic Surgeons, membro titular da Academia Fluminense de Medicina do Estado do Rio de Janeiro, Academia de Ciências de Nova York, Sociedade Brasileira de Cirurgia Laparoscópica, Colégio Brasileiro de Cirurgiões, Sociedade de Vídeo Endoscopia do Estado do Rio de Janeiro, Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva, Fellow of the American College of Surgeons e Fellow of the International College of Surgeons.

Em 2002 foi agraciado com a Medalha Tiradentes, maior honraria concedida pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ). Desde 2002 é consagrado como destaque da Medicina no livro “Who is Who in the World”, onde são destacados as maiores celebridades em cada seguimento profissional em todos os continentes.

Homenagens a este ilustre itaperunense, cuja história se funde ao HSJA, foram inúmeras nas últimas décadas e, certamente, muitas outras acontecerão. Toda e qualquer tentativa de homenagear a lenda Dr. Renam, certamente não será suficiente ao profissional, cuja vida, foi dedicada à Medicina. Aqui, ficam registradas todas as nossas homenagens ao mito, à lenda Renam Catharina Tinoco.

*Este texto faz parte do Projeto Personalidades, idealizado pelo jornalista Eusébio Dornellas, com o intuito de evidenciar o trabalho de pessoas que contribuem significativamente com a sociedade, através de sua atuação profissional e/ou exemplos de vida.