Home / DESTAQUE / Empreendedorismo vira disciplina nas escolas de Cambuci

Empreendedorismo vira disciplina nas escolas de Cambuci

Em Cambuci, as escolas são as mais novas aliadas do empreendedorismo.  A Prefeitura aderiu ao programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (Jepp), que é desenvolvido pelo Sebrae/RJ, e incentiva a quebra de paradigmas e o desenvolvimento de habilidades e comportamentos empreendedores nas crianças e adolescentes.  O Sebrae/RJ está capacitando os professores da rede municipal, do primeiro e do segundo segmento do ensino fundamental, para que eles possam ministrar a disciplina Empreendedorismo, que vai fazer parte da grade curricular das escolas municipais de Cambuci a partir do ano que vem.

A primeira turma de professores foi treinada em novembro, entre os dias 21 e 23. O treinamento da segunda turma encerra nesta quarta, 06 de dezembro.  Para o coordenador do Sebrae/RJ no Noroeste Fluminense, Nelson Rocha Filho, a parceria é muito positiva. “Existe uma enorme necessidade de que a escola prepare os estudantes para os desafios da sociedade. O projeto não só trata o empreendedorismo, como engloba sustentabilidade, cidadania e outros assuntos que vão nos ajudar a formar cidadãos de bem para o desenvolvimento da nossa região”, afirma.

A proposta pedagógica do Jepp para cada ano do Ensino Fundamental acontece por meio de atividades lúdicas, sensibilizando os estudantes a assumirem riscos calculados, a tomarem decisões e a terem um olhar observador para que possam identificar, ao seu redor, oportunidades de inovações, mesmo em situações desafiadoras.

Analista do Sebrae responsável pelo Jepp no Noroeste, Jorge Luiz Gomes dos Santos afirma que a educação empreendedora proposta para o Ensino Fundamental incentiva os alunos a buscar o autoconhecimento e novas aprendizagens, além do espírito de coletividade. “Os municípios que apoiam o empreendedorismo melhoram a qualidade de vida da população. O programa vai mostrar ao aluno uma estruturação de vida que lhe permite ter maiores possibilidades de conquistas e uma projeção duradoura de futuro”, explica Jorginho.