Home / NATIVIDADE AGORA / ENEL afirma que corte da energia do Hospital Natividade ocorrerá nesta quarta-feira

ENEL afirma que corte da energia do Hospital Natividade ocorrerá nesta quarta-feira

Através de nota, a Enel Distribuição Rio, se manifestou sobre matéria publicada pela Rádio Natividade, na qual a emissora revelou a possibilidade de corte no fornecimento do Hospital Natividade, que acumula dívidas que podem chegar a R$ 1,8 milhão. A empresa salienta que a ligação com a rede convencional deverá ser interrompida nesta quarta-feira (20), e que por sete dias, um gerador deverá suprir as necessidades da unidade.

De acordo com a companhia, apesar de notificação em 29/07/2017, ainda não houve proposta por parte do HN, de quitação das 75 faturas (meses) em atraso e que diante disso, seis órgãos de saúde também foram informados pela companhia sobre a dívida e a possibilidade de corte (Secretarias Estadual e Municipal de Saúde, Agência Nacional de Saúde, Ministério Público, Conselho Regional de Medicina e Prefeitura de Natividade).

Segue o comunicado da ENEL, afirmando que “apesar de não estar obrigada pela legislação, mas visando evitar prejuízos aos pacientes internados ou em atendimento, fornecerá, a partir de amanhã (20) e pelo período máximo de sete dias, equipamento gerador para atender o hospital por 24 horas/dia. Mas, uma vez esgotado o período, cessará seus esforços para solucionar as pendências do hospital junto à distribuidora”.

Leia a integra da nota enviada à emissora: 

A Enel Distribuição Rio esclarece que tem intensificado, nos últimos meses, as tentativas de negociação com o Hospital de Natividade, mas ainda não recebeu proposta de pagamento da dívida da instituição com a distribuidora, que já somam 75 faturas (meses) em atraso. Diante desse cenário, o hospital foi notificado no dia 29 de Junho sobre a possibilidade de corte de energia. A Enel ressalta que seis órgãos de saúde também foram informados pela companhia sobre a dívida e a possibilidade de corte (Secretarias Estadual e Municipal de Saúde, Agência Nacional de Saúde, Ministério Público, Conselho Regional de Medicina e Prefeitura de Natividade). 

A Enel esclarece que, apesar de não estar obrigada pela legislação, visando evitar prejuízos aos pacientes internados ou em atendimento, fornecerá, a partir de amanhã e pelo período máximo de sete dias, equipamento gerador para atender o hospital por 24 horas/dia. O gerador será capaz de atender à demanda normal de energia da unidade durante uma semana. Esgotado o período de sete dias, a Enel Distribuição Rio cessará seus esforços para solucionar as pendências do hospital junto à distribuidora. 

A distribuidora informa ainda que o corte de unidades de serviço essencial está amparada na Lei 9.427/1996 (lei federal que institui a Aneel). De acordo com o  artigo 17, a suspensão de unidade que preste serviço público e/ou essencial à população deve ser informada com pelo menos 15 dias de antecedência ao Poder Público Local ou Poder Executivo Estadual.

Da redação da Rádio Natividade – Foto: Jornalismo/Rádio Natividade

Hospital Natividade poderá ter a energia cortada por causa de dívida de R$ 1,8 milhão