Home / DESTAQUE / Com repasse suspenso pela Prefeitura de Natividade, cooperativa de catadores passa por dificuldades

Com repasse suspenso pela Prefeitura de Natividade, cooperativa de catadores passa por dificuldades

Desde o início de 2016, quando foi criada, a Cooperativa de “Catadores de Natividade” (NAT -RECICLA), passou a ser responsável pela coleta, seleção e destinação do lixo reclicável de Natividade. Graças a contrato firmado na gestão do então prefeito Francisco José Martins, o Chico da Saúde, no qual o município repassava um valor mensal à instituição e àquilo que é arrecadado com a venda do material para a indústria, pelo menos 16 famílias tem vivido exclusivamente do lixo.

Ocorre, no entanto, que o acordo expirou em dezembro passado e até o momento, o novo governo não o renovou. A portal de noticias da Rádio Natividade, conversou com os diretores Januário Lírio da silva e Maria Aparecida do Carmo, que afirmaram que ainda assim, mesmo que parcialmente e sem os repasses, o trabalho está sendo realizado. Mensalmente, cerca de 20 toneladas de detritos, que seriam jogados no aterro sanitário, ou deixados na natureza, são recolhidos e devidamente reciclados.

– Infelizmente o que conseguimos arrecadar com a venda do material é pouco e não dá para dar o mínimo de rendimentos às 16 famílias, que hoje vivem exclusivamente da cooperativa. Nosso custo é alto, pois temos que manter ainda o caminhão, com combustível, manutenção de equipamentos/máquinas, dentre outros. A prefeitura afirma que vai renovar o contrato, mas estamos há três meses sem nenhum repasse e já tem família passando por dificuldade. Pedimos socorro ao prefeito, para que olhe com carinho pra nós, – destacou Maria Aparecida, que ocupa do cargo de diretora financeira.

OUÇA A ENTREVISTA CONCEDIDA AO JORNALISTA VANDERSON GARCIA

A emissora questionou a prefeitura e por telefone, o secretário de Administração Pedro César de Oliveira, sem gravar entrevista, afirmou que o contrato está em fase final de análise, acrescentando que é intenção do governo, ampliar a área de atuação do projeto. Ele se comprometeu, na próxima semana, acompanhado do secretário de Meio Ambiente, Marcos Paulo de Pinho, comparecer à emissora e prestar mais esclarecimentos.

 

Diretores falaram á Rádio Natividade