Home / NATIVIDADE AGORA / Natividade é a 2ª cidade mais segura do estado, apontam dados oficiais

Natividade é a 2ª cidade mais segura do estado, apontam dados oficiais

Matéria publicada neste final de semana pelo jornal carioca Extra, aponta através de dados estatísticos, que Natividade e outros nove municípios, são uma espécie de oásis, no quesito segurança pública. Os números levam em conta os registros de roubo, ou seja, quando há emprego de ameaça/violência. Por aqui, no ano passado foram três casos, atrás apenas de Engenheiro Paulo de Frontin, que registrou um único.

 O ano de 2016 não foi nada bom para o Rio no quesito segurança. O estado atingiu, entre outras estatísticas negativas, o maior número de roubos de veículo, a pedestre e de carga do último quarto de século, como mostraram dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) divulgados esta semana. O levantamento também apontou que o total de homicídios dolosos aumentou quase 20% na comparação com 2015, retrocedendo a patamares de 2009, no início do projeto das UPPs.

Nem tudo é violência em território fluminense, porém. Em algumas cidades do interior, os índices de criminalidade beiram a zero, dignos de qualquer capital nórdica. Por exemplo: em um recanto a menos de cem quilômetros do município do Rio, a apenas uma hora e meia da grande metrópole, um único roubo foi registrado ao longo de todo ano.

Veja, abaixo, quais são as dez cidades que registraram menos roubos no estado do Rio em 2016:

– Duas Barras: Sete roubos

Terra-natal do sambista Martinho da Vila, que ganhou até uma estátua em sua homenagem, Duas Barras fica na Região Serrana, próximo da bem mais conhecida Nova Friburgo. O município tem pouco mais de 11 mil habitantes.

– Cambuci: Cinco roubos

Cambuci está no Noroeste Fluminense, às margens do Rio Paraíba do Sul. São aproximadamente 15 mil moradores.

– Miracema: Cinco roubos

Embora não faça fronteira com Cambuci, o município também fica no Noroeste do estado – ambas as cidades têm como vizinha Itaperuna, por exemplo, maior cidade da região. Cerca de 27 mil pessoas vivem em Miracema, a maior população dessa lista.

– Porciúncula: Cinco roubos

Geograficamente, trata-se de outro representante do Noroeste Fluminense. Porciúncula, porém, é também o município situado mais ao Norte do estado do Rio. A cidade tem pouco mais de 18 mil moradores.

– Trajano de Moraes: Cinco roubos

Segundo representante na lista da Região Serrana, a cidade tem cachoeiras caudalosas e mata abundante. São cerca de 10.800 moradores.

– Laje do Muriaé: Quatro roubos

Só dá o Noroeste: Laje do Muriaé faz divisa com Miracema, que registrou apenas um roubo a mais no ano. É o município de menor população entre os mais seguros do estado: aproximadamente 7.500.

– Rio das Flores: Quatro roubos

A cidade fica já na fronteira com Minas Gerais, no Sul Fluminense. A Igreja Matriz de Santa Tereza D’Ávila, no Centro do município, é famosa por ter sido o local do batizado de Santos Dumont. Cerca de 8.500 pessoas vivem na cidade.

– Sumidouro: Quatro roubos

Também próxima de Nova Friburgo, na Região Serrana, Sumidouro é palco da cascata Conde D’eu, tida como a maior do estado, com 127 metros de queda. São aproximadamente 15 mil habitantes.

– Natividade: Três roubos

Quinto representante do Noroeste Fluminense na lista, Natividade fica logo abaixo de Porciúncula. Assim como as cidades vizinhas, tem história e cultura ligadas ao cultivo de café e conta com cerca de 15 mil moradores.

– Engenheiro Paulo de Frontin: Um roubo

Não fosse o único caso de roubo, ocorrido em agosto, a cidade passaria incólume no quesito violência em 2016. Curiosamente, é o município mais próximo da capital, a menos de cem quilômetros. Ao lado, por exemplo, está Paracambi, já considerada Baixada Fluminense. São pouco mais de 13 mil habitantes.

Fonte: Extra