Home / DESTAQUE / Varre-Sai inicia bloqueio contra a febre amarela

Varre-Sai inicia bloqueio contra a febre amarela

Desde a última sexta-feira, Varre-Sai, intensificou as medidas de bloqueio contra a febre amarela. O município faz limite com o Espírito Santo, estado onde foram notificados casos da doença, inclusive de mortes por suspeitas de febre amarela. A Secretaria de Saúde de Varre-Sai recebeu 8.700 doses da vacina. Neste sábado e domingo, a vacinação aconteceu na área urbana.

O bloqueio foi iniciado ainda na sexta-feira, quando a vacinação aconteceu nas localidades do Joá e Santa Rita do Prata, na divisa com o município de Guaçuí (ES), quando foram imunizados 911 pessoas.  É uma orientação do Ministério da Saúde que os municípios fronteiriços com os estados de Minas Gerais e Espírito Santo estejam vacinando contra a febre amarela para realizar o bloqueio contra a doença. É o maior surto da doença desde 1980.

“A preocupação é bloquear a entrada da doença no município e foi uma preocupação da administração municipal levar essa questão ao Governo do Estado e iniciar a vacinação como medida preventiva o quanto antes possível”, destacou a responsável pela vacinação, Rhany Figueira.

A febre amarela é transmitida pela picada dos mosquitos transmissores infectados. Os sintomas são: febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo, icterícia(pele e olhos amarelos) e hemorragias. A vacinação é a única forma de prevenção. A contraindicação é para gestantes, imunodeprimitos, pessoas alérgicas a gema de ovo, menores de 9 meses, mulheres amamentando e crianças e adultos que tomaram alguma vacina nos últimos 30 dias, pessoas com doença febril, pessoas com câncer, submetidos a transplantes de órgãos, pacientes HIV positivos e com doença do timo.   “Explicamos a nossa necessidade urgente em iniciar a vacinação no município e solicitamos as vacinas ao secretário estadual de Saúde, Luiz Antônio de Souza Teixeira Jr, que conseguiu as doses em Brasília, junto ao Ministério da Saúde e prontamente nos ligou para comunicar. Estamos intensificando a vacinação esse final de semana porque a doença é séria. Em um primeiro momento, a vacinação aconteceu nas localidades de divisa com o Espírito Santo e agora foi abrangida para a área urbana”, explicou o prefeito Silvestre José Gorini.

A vacina é destinada à toda a população, mas com maior atenção às pessoas que vão viajar para as áreas de risco. Como é o caso de Washington Luís da Silva, de 33 anos. Ele vai viajar a trabalho para Juiz de Fora (MG) e foi logo procurar a vacina. “Como vou para uma área de risco, achei melhor me vacinar. Melhor prevenir que remediar”, disse.

A moradora do bairro Nossa Senhora Aparecida, Alcione de Souza Vicente Borges, 35 anos, também compareceu ao módulo PSF III neste sábado. “Vim me vacinar para me prevenir. Tenho visto os casos e resolvi me precaver”, disse.

Até março, a vacinação prossegue na área urbana no Posto de Saúde Cícero Brugger de Oliveira Machado, das 8 às 16 horas. É importante lembrar-se de levar o cartão de vacinação.

Da redação da Rádio Natividade com informações da Ascom/Silaine Terra