Home / DESTAQUE / Oficinas gratuitas para microempreendedores individuais em Itaperuna

Oficinas gratuitas para microempreendedores individuais em Itaperuna

O escritório regional do Sebrae/RJ no Noroeste Fluminense vai promover um novo ciclo de oficinas gratuitas para microeempreendedores individuais (MEI) em Itaperuna. Trata-se do programa de Oficinas SEI, onde os empreendedores terão acesso a ferramentas importantes para a gestão do seu negócio.

As oficinas acontecem entre os dias 23 e 25 de janeiro, às 18:30h, no auditório do Sebrae (Av. Cardoso Moreira, 948, Centro). Os temas são Sei Empreender, Sei Planejar, e Sei Vender. As vagas são limitadas. Informações e inscrições no Sebrae, ou pelo telefone (22) 3824-2020. Os interessados poderão se inscrever em mais de uma oficina.

Conheça a programação:

23/01 – SEI Empreender – Entender os princípios do empreendedorismo é fundamental para melhorar o seu negócio. Por isso, o curso oferece conteúdo para que você, conheça seu potencial e tome decisões a respeito do seu empreendimento de forma consciente e responsável. Aprenderá ainda a administrar dificuldades e a valorizar o planejamento.

24/01 – Sei Planejar – Conheça a importância do planejamento para a melhoria dos resultados na sua empresa. Você vai aprender o que é, para que, e quando planejar, e conhecer as ferramentas e a visão sistêmica do planejamento como processo dinâmico e contínuo.

25/01 – SEI Vender – Para vender bem é necessário entender o próprio potencial e também estar por dentro do mercado, da concorrência, dos fornecedores e, especialmente, do cliente. A capacidade de administrar e de planejar as vendas de uma empresa são atitudes diferenciais no sucesso do pequeno negócio. Com esse foco, a oficina oferece informações para que você compreenda as necessidades do mercado e saiba como ampliar as possibilidades de crescimento de sua empresa.

Sobre o MEI:

A Lei Complementar nº 128, de 19/12/2008, criou condições especiais para que o trabalhador conhecido como informal possa se tornar um MEI legalizado. Pessoas que trabalham por conta própria e faturam até R$ 60 mil por ano podem se formalizar. No total, são 473 atividades que podem se cadastrar – profissionais autônomos como cabeleireiros, manicures, pedreiros, artesãos, doceiras, entre outros. Os tributos a serem pagos variam conforme a categoria profissional, entre 45 e 50 reais por mês. Com essas contribuições, o Microempreendedor Individual tem acesso a benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria, entre outros.