Home / NATIVIDADE AGORA / Clandestino, aterro sanitário de Natividade é alvo de fiscalização da Polícia Ambiental

Clandestino, aterro sanitário de Natividade é alvo de fiscalização da Polícia Ambiental

Mais uma vez, o aterro sanitário mantido pela Prefeitura de Natividade, voltou a ser alvo de fiscalização das autoridades de meio ambiente. Nesta quarta-feira (22), policiais ambientais lotados na 3ª UPAM/Parque Desengano, se deslocaram até o bairro Liberdade e seguiram por estrada vicinal, até a área que fica às margens do Rio Carangola, onde são depositados diariamente de maneira irregular, toneladas de detritos recolhidos das ruas do município.

De acordo com os militares, o local funciona clandestinamente há vários anos, já que a licença expedida pelos órgãos competentes se encontra vencida, além de o ponto ficar localizado em área de preservação permanente, que é proibido. Ao ser questionado, o secretário municipal de Meio Ambiente Luiz Antônio da Silva, admitiu a pendência, acrescentado que o executivo já solicitou a renovação de autorização. No entanto, fontes especializadas ouvidas pela Rádio Natividade, acrescentam que não existe nenhuma chance de o documento ser expedido e que o lixão, já deveria ter sido desativado.

No mesmo local, os fiscais ainda autuaram uma cooperativa de materiais reciclados, na qual estavam trabalhando 16 pessoas, separando plástico, metais, borracha, vidros, papel, dentre outros. Além do secretário, o presidente da entidade também foi encaminhado até a 140ª Delegacia, onde ambos prestaram depoimento, sendo posteriormente liberados. O lixão passou por perícia.

Da redação da Rádio Natividade

ASSISTA AO VÍDEO:

03 04 05

02