Home / DESTAQUE / 2º suspeito de participação no estupro de meninas em Cambuci se entrega à polícia

2º suspeito de participação no estupro de meninas em Cambuci se entrega à polícia

Suspeito de participação no estupro de um menor no final do mês passado, em Cambuci, Antônio Carlos de Lima Honorato, de 47 anos, se entregou à polícia na manhã desta segunda-feira (14). Foragido desde de que teve sua prisão decretada, o homem se apresentou espontaneamente ao plantão da 135ª Delegacia de Itaocara e de lá, após passar por exame de corpo de delito, seguiu para a Casa de Custódia de Itaperuna. Outro envolvido, já havia sido preso.

RELEMBRE O CASO:

A Polícia Civil de Cambuci solicitou nesta segunda-feira (31/10), a prisão provisória de dois homens de 46 e 47 anos, acusados de terem estuprado duas meninas de 10 e 11 anos, na tarde de ontem na periferia da cidade. A esposa e a filha, de 19 anos, do primeiro suspeito, teriam procurado a 142ª Delegacia para denuncia-los, depois que a moça flagrou os supostos abusos, no interior da residência da família, no bairro Xingonga.

Ainda de acordo com o que foi levantado, uma das crianças, a mais velha, seria filha do pescador, que a teria oferecido ao colega, enquanto ele abusava da outra, sua vizinha. O caso chocou a população e a previsão é de que o pedido de prisão, em regime de urgência seja apreciado nas próximas horas pelo judiciário. Em contato telefônico com distrital por volta das 17h, a reportagem da Rádio Natividade recebeu a informação de que o delegado Luiz Augusto Carvalho de Souza, escontrava-se na sede da comarca.

Justiça decreta a prisão de um dos envolvidos

A pedido do delegado Luiz Augusto Carvalho de Souza, titular da 142ª Delegacia de Cambuci, a Justiça decretou a prisão temporária, de cinco dias, do pescador Marco Antônio Mariano de Azevedo, de 46 anos, acusado de junto com outro suspeito, Antônio Carlos de Lima Honorato, de 47 anos, que segue foragido, de ter abusado sexualmente de duas meninas de 10 e 11 anos, na periferia da cidade. A ordem foi cumprida, já durante a noite desta segunda-feira (31), por agentes da distrital, que o localizaram em casa, no bairro Xingonga. O envolvido, que é pai de uma das vítimas, deverá ser transferido hoje para a Casa de Custódia de Itaperuna. Ao final do prazo, a prisão poderá ser convertida para preventiva, cujo prazo é indeterminado.

Da redação da Rádio Natividade