Home / DESTAQUE / Duas motos adulteradas são apreendidas pela PM em Varre-Sai
Um das motos circulava com uma placa artesanal, pintada à mão

Duas motos adulteradas são apreendidas pela PM em Varre-Sai

Durante patrulhamento de rotina, policiais militares apreenderam duas motos com claros indícios de adulteração em Varre-Sai. No início da madrugada, eles abordaram o adolescente M.L.S.S., de 17 anos, que trafegava pela Rua Francelino Bastos França, conduzindo a Honda CG 150 Titan de cor vermelha, que ostentava a placa KMN 6699/Varre-Sai, mas que após consulta, descobriu-se que tal placa na verdade, pertencia a outro veículo.

Mas, no entanto, o que chamou mais a atenção foi o caso da CG 125, de cor azul, interceptada já no meio da tarde às margens da RJ 214, no bairro Santa Lúcia. O veículo circulava com uma placa artesanal, pintada à mão (foto), indicando licenciamento na cidade de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, mas na verdade o registro seria KPL 1027/Duas Barras – RJ. O seu condutor, o lavrador R.J.S.S., de 21 anos, apenas alegou que a havia comprado de um conhecido na região do Vai e Volta, por R$ 500, para usar para trabalhar na roça. Um policial, ouvido pela Rádio Natividade, disse que o fato de não portar documentos é considerado, equivocadamente, normal para algumas pessoas naquela cidade.

– Infelizmente em Varre-Sai, muitas pessoas, tem a equivocada ideia de que não precisa ter documentação de veículos para poder circular, principalmente motos. Eles não se preocupam e acham que pelo fato de estarem na roça, não tem problema. Tem gente que compra moto sem ter a mínima noção da procedência e por isso, podem se complicar na justiça, já que teve caso de trabalhadores que adquiriram veículos furtados ou roubados. Por isso, ao fazer negócio, tem que ser tudo certinho, com documento e tudo mais, – orientou o agente.

Os dois veículos foram recolhidos ao depósito público e os envolvidos, seguiram para a 140ª Delegacia Legal de Natividade, onde prestaram depoimento, sendo liberados para responder em liberdade.

Da redação da Rádio Natividade – Foto: Jornalismo/Rádio Natividade

Um das motos circulava com uma placa artesanal, pintada à mão
Um das motos circulava com uma placa artesanal, pintada à mão