Home / DESTAQUE / Padre que chegou a trabalhar em Natividade e que apareceu nu em fotos poderá ser reintegrado à Igreja

Padre que chegou a trabalhar em Natividade e que apareceu nu em fotos poderá ser reintegrado à Igreja

Quase um ano após ter fotos íntimas divulgadas em redes sociais, o padre Alfredo Rosa Borges – que ficou conhecido como ‘o Padre Nu de Miracema’ – ainda segue o tratamento e pode voltar ao sacerdócio. O religioso, que foi afastado de suas funções desde a divulgação do caso, viaja para Belo Horizonte ainda neste mês para um tratamento psicológico e terapêutico. Desde a época que o caso ganhou repercussão, ele está em uma cidade da Região dos Lagos para cumprir um retiro espiritual. O padre afastado é acompanhado por outro sacerdote, que envia relatórios periódicos para o Bispo de Campos, Dom Roberto Ferrería.

“Este ano ele vai fazer tratamento psicológico e terapêutico. Ele pode ser reintegrado, mas não por enquanto. Ele vai começar um acompanhamento com turmas de religiosos que fazem este tratamento restaurativo para resolver as incapacidades e os defeitos. O padre Alfredo estava sem governo e tem que se curar, senão ele não pode voltar”, comentou o Bispo de Campos, Dom Roberto Ferrería Paz.

Ainda segundo o bispo, o padre afastado continua em uma cidade da Região dos Lagos – que não teve o nome divulgado – até a viagem para Minas Gerais. Atualmente, ele participa de missas como fiel. “Tenho avaliado os relatórios e conversado com o padre Alfredo por telefone. Tudo indica que ele está reagindo bem. Sobre esta nova fase que ele vai começar em março, ainda não sabemos quanto tempo vai durar. Vai depender de como ele vai reagir. Depois disso tudo, vamos reavaliar o caso”, finalizou o bispo.

Entenda o caso:

Uma foto polêmica causou “alvoroço” na população de Miracema, no Noroeste Fluminense, em março de 2015. O padre Alfredo, que esteve à frente da Igreja Santo Antônio, também conhecida como Igreja Matriz, teve selfies onde aparece completamente nu compartilhadas no Whatsapp. As fotografias ultrapassaram os limites do município e o padre foi afastado do sacerdócio. Após a repercussão do caso e após ter sido afastado de suas funções, o padre foi para uma cidade da Região dos Lagos, onde cumpre um retiro até este mês.

Fonte: Jornal Terceira Via

Relembre:

Padre que teve foto pornográfica postada nas redes sociais pode voltar a celebrar missa

O padre de Natividade, Norte Fluminense, que foi afastado após aparecer nu em fotos divulgadas em Miracema, sua antiga paróquia, poderá voltar a exercer suas funções caso não haja mais denúncias contra ele. É o que afirma o Bispo de Campos, Dom Roberto Francisco Ferrería Paz.

Na última semana, o padre que estava à frente da Igreja Santo Antônio, também conhecida como Igreja Matriz, em Miracema, e havia sido transferido para Natividade, apareceu envolvido em uma polêmica, deixando a população local chocada. O padre teria trocado fotos eróticas com uma mulher e a mesma, por vingança, espalhado as imagens em redes sociais.

O padre confessou o “crime”, forma como o Bispo Dom Roberto classifica o ato cometido pelo pároco, que faltou com suas funções sacerdotais como reza o sexto mandamento.

“O padre perdeu o uso da ordem e não poderá exercer o ministério durante um ano, mas isso não quer dizer que ele tenha sido excomungado ou expulso da igreja. Ele está um ano afastado e, se dentro deste prazo, ele demonstrando arrependimento e se não houver novas denúncias, ele poderá voltar a celebrar uma missa”, explica Dom Roberto.

Ele explica que não existe uma sindicância aberta, uma vez que houve o fato (divulgação das fotos) já apurado e a confissão do padre e, a partir disso, a sanção já foi aplicada.

Fonte: O Diário de Campos