Home / DESTAQUE / Preso em Guaçuí (ES), suspeito de atear fogo e matar a ex-companheira
Roupas do suspeito e combustível usado no crime foram apreendidos

Preso em Guaçuí (ES), suspeito de atear fogo e matar a ex-companheira

Policiais civis da Delegacia de Guaçuí (ES) prenderam um homem, identificado pelas iniciais J.L.O., 55 anos, suspeito de atear fogo e matar a ex-companheira. Olívia Claudina Lima, 74 anos. O mandado de prisão preventiva foi cumprido no centro do município.

De acordo com o titular da Delegacia de Polícia (DP) de Guaçuí, delegado José Maria Simão, o envolvido não aceitava o fim do relacionamento. “Ele foi colocado para fora de casa há algumas semanas, e, por isso, resolveu se vingar da vítima colocando fogo na residência em que morou com ela”, contou o delegado.

O crime aconteceu na última sexta-feira (19/02), na casa da vítima, naquele  município. “No momento da ação, Olívia estava dormindo e teve cerca de 80% do corpo queimado. Ela chegou a ser levada para um hospital na Serra, região metropolitana da grande Vitória,, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu no último domingo (21)”, afirmou José Simão.

Segundo o delegado, as investigações começaram no mesmo dia do crime. “Os policiais foram até o local e encontraram um galão com cheiro de gasolina. Vários depoimentos foram colhidos e as investigações levaram à conclusão de que o homem teria sido o autor do incêndio”, disse.

Após a prisão, J.L.O. confessou que foi o autor do incêndio e entregou a roupa que usou no dia do crime. Em seguida, foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro de Itapemirim, onde permanece à disposição da Justiça.