Home / DESTAQUE / Alunos de Itaperuna são medalhistas em torneios nacionais de astronomia e astronáutica
Alunos da Escola SESI Itaperuna garantiram medalhas de ouro, prata e bronze na OBA

Alunos de Itaperuna são medalhistas em torneios nacionais de astronomia e astronáutica

Realizada anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) e a Agência Espacial Brasileira (AEB), a 18ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) distribuiu 13 medalhas, sendo cinco de ouro, a alunos da Escola SESI Itaperuna. O objetivo da competição é fomentar o interesse dos estudantes pelas ciências espaciais, promovendo a disseminação dos conhecimentos de forma lúdica e cooperativa.

Para um dos medalhistas de ouro, Thales de Souza Oliveira, do 4º ano, a tecnologia foi importante aliada na preparação para o torneio. “Pedi ao meu pai para baixar em seu tablet um programa com jogos e exercícios sobre astronomia e astronáutica. Me ajudou muito a praticar”, diz ele, declarando ainda que a disciplina de ciências é sua favorita e que, como hobby, costuma fazer experimentos científicos em casa.

A OBA é um exame composto por dez questões, sete de Astronomia e três de Astronáutica. Além das medalhas de ouro, quatro alunos da Escola SESI Itaperuna receberam medalhas de prata e outros quatro de bronze.

Sete alunos da instituição também conquistaram medalhas de bronze na 9ª Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG), torneio realizado simultaneamente à OBA pelos mesmos organizadores. Nesta competição, os participantes fazem o lançamento de foguetes constituídos de garrafa pet, cujos mecanismos de propulsão variam de acordo com o nível. Os foguetes produzidos pelos estudantes, divididos em duas equipes, alcançaram a distância de 123 metros, 24 a menos que a marca obtida pelos medalhistas de ouro do mesmo nível.

Um dos contemplados, Luiz Felipe Tuzze, do 7º ano, concorreu na Mostra pela segunda vez consecutiva. Ele e sua equipe, que no último ano conseguiram lançar o foguete a uma distância de 64 metros, buscaram o aprimoramento para esta edição. “Melhoramos a base do nosso foguete para que ele pudesse percorrer uma distância maior. Nossos familiares e professores também ajudaram”, conta.

Divididos em quatro níveis (três para alunos do Ensino Fundamental e um para aqueles que cursam o Ensino Médio), os torneios aconteceram em fases únicas, em maio, nas dependências das escolas participantes. Os resultados foram divulgados em outubro. Neste ano, os organizadores distribuíram cerca de 46 mil medalhas, o que equivale a cerca de 4% do total de alunos participantes.

“A partir de nossa primeira participação nos torneios, há seis anos, foi possível estimular o interesse dos estudantes para as curiosidades que cercam este mundo espacial e descobrir novos talentos. Além disso, é uma ação que envolve não só estudantes e professores, mas também as famílias, que auxiliam em todo o processo”, destaca a diretora da Escola SESI Itaperuna, Liliane Freitas.

Alunos da Escola SESI Itaperuna medalhistas de bronze na MOBFOG
Alunos da Escola SESI Itaperuna medalhistas de bronze na MOBFOG