Home / DESTAQUE / Subsídio zero: Emenda propõe fim de salário para prefeito, vice, secretários e vereadores em Muriaé
Emenda assinada por cinco vereadores já foi protocolada e será votada na próxima segunda-feira (05)

Subsídio zero: Emenda propõe fim de salário para prefeito, vice, secretários e vereadores em Muriaé

Dois Projetos de Lei que reduzem drasticamente o salário de integrantes dos poderes executivo e legislativo de Muriaé (MG), estão tramitando (29) na Casa de Leis e repercutiu rapidamente pela cidade, inclusive entre os próprios vereadores.

Na tarde desta terça-feira (29), uma emenda apresentada por quatro vereadores recebeu apoio do presidente da Câmara Municipal, Sargento Joel e foi protocolada na Casa, propondo o fim do salário para os cargos de prefeito, vice, vereadores e secretários municipais. As leis entrariam em vigor, caso aprovadas, na próxima legislatura, 2017-2020.

A emenda assinada pelos vereadores Sargento Joel, Carlos Delfim, Júnior da Civil, Devail Gomes e Wolney Gonçalves será votada na reunião ordinária da Câmara na próxima segunda-feira (05) e o voto será aberto.

E ao contrário do que muita gente pensa, os cinco vereadores confirmaram que serão candidatos ao cargo nas eleições de 2016, dispostos a exercerem a função com salário zero.

Projeto de Lei

Atualmente o salário bruto de vereador em Muriaé, inclusive do presidente da Câmara, é de R$ 10.946,88. Já o cargo de prefeito tem remuneração de R$ 28.868,56, e o de vice-prefeito, R$ 14.734,10.

O Projeto de Lei apresentado pelo vereador sargento Joel reduz os salários de vereadores da cidade para R$ 1.000,00 e de prefeito e vice para R$ 3.000,00 e R$ 1.500,00 respectivamente. Além do salário do secretariado municipal que também seria de R$1.500,00.

O projeto prevê ainda a extinção da verba indenizatória de gabinete, que cada vereador tem direito mensalmente para custear despesas, no valor de R$ 4.707,14.

Emenda

A emenda apresentada na tarde desta terça-feira e assinada pelos vereadores Carlos Delfim, Júnior da Civil, Devail Gomes e Wolney Gonçalves, endossada pelo presidente do Legislativo, sargento Joel, determina que “não haverá subsídio mensal do Prefeito de Muriaé, Vice-Prefeito e secretários municipais, bem como Vereadores da Câmara Municipal de Muriaé, para a Legislatura de 2017-2020, que se iniciará em 1º de janeiro de 2017.”

Votação

A votação da matéria será aberta e ocorrerá em reunião ordinária na Câmara Municipal de Muriaé na próxima segunda-feira (5). É necessária a aprovação de seis, dos onze vereadores, para que os projetos sejam aprovados. A reunião é aberta a participação popular.

Da redação com informações da Rádio Muriaé

O Projeto inicial apresentado por sargento Joel previa redução de aproximadamente 90% dos salários
O Projeto inicial apresentado por sargento Joel previa redução de aproximadamente 90% dos salários
Devail Correia foi um dos vereadores que assinaram a emenda pedindo o fim dos salários
Devail Correia foi um dos vereadores que assinaram a emenda pedindo o fim dos salários
Júnior da Civil também assinou a emenda que precisa da aprovação de 6 vereadores para virar lei
Júnior da Civil também assinou a emenda que precisa da aprovação de 6 vereadores para virar lei