Home / DESTAQUE / Carretas carregadas com minério agravam ainda mais o trânsito de Itaperuna

Carretas carregadas com minério agravam ainda mais o trânsito de Itaperuna

As carretas carregadas de bauxita para serem descarregadas no Porto do Açu, já fazem parte da paisagem itaperunense. Mesmo assim, a maioria dos moradores do Caminho da Pedra Negra ainda não percebeu, exceto pelos estragos à cada dia maiores , no asfalto da avenida, trecho da BR-356 que passa exatamente dentro de toda a cidade e o trânsito mais moroso. E isso, vem acontecendo pela manhã.

As carretas e seus motoristas, a empresa proprietária delas, o Porto do Açu, enfim, não têm culpa disso. Afinal, um dia, este traçado de rodovia por dentro de uma cidade, chegaria ao seu ponto de tensão máxima, com ou sem porto.

O Açu apenas acelera a situação. Agora, governos municipal, estadual e federal fazem a sua parte ou o trânsito de Itaperuna chegará ao limite do suportável em pouco tempo. Confira a projeção para o número de caminhões em direção ao porto, vindos de Minas Gerais e do Centro-Oeste, transportando bauxita, soja e outras produções daquele estado e daquela Região, para serem exportadas. Todas passando por Itaperuna.

Estamos em 2015 e elas já seguem o destino do Porto do Açu. Calcule por dia quantas serão nos próximos anos:

Em 2018, a expectativa é de 27.400 carretas descarregando nas docas durante todo o ano. E os números, crescem naturalmente:

2019- 32.315

2020- 49.100

2021- 51.800

2022- 52.250

2023- 55.000

2224- 55.466

2025- 58.300

2026- 71.500

Com informações do Blog Nino Belieny – Foto: Renato Freitas