Home / DESTAQUE / Derrubada a liminar que proibia a venda/demolição do Estádio do Itaperuna E. Clube

Derrubada a liminar que proibia a venda/demolição do Estádio do Itaperuna E. Clube

Um novo capítulo envolvendo o Itaperuna Esporte Clube foi iniciado, na última semana, com votação no Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro, que derrubou liminar anterior, que proibia a venda de seu estádio. Por unanimidade de votos, os desembargadores foram contrários à decisão proferida pelo Juízo da 1ª Vara da Comarca de Itaperuna que, na medida cautelar, deferiu a liminar requerida pra suspender/interromper qualquer atividade que possa resultar em alteração no Estádio Jair de Siqueira Bittencourt, de demolição ou construção. Ou seja, a venda do referido estádio que estava vetado por decisão Judicial, foi derrubada na ocasião.

Presidente do clube comemora decisão

Após ser informado da definição da Nona Câmara Cível, o presidente do Clube, Rogério Silveira, contou detalhes do todo processo e suas expectativas. Leia a entrevista:

 Como você recebeu a notícia?

 – Fui informado pela Dra. Célia Maria, da cidade do Rio de Janeiro, a qual entreguei uma procuração para entrar com recurso contra a liminar que paralisou a demolição do Estádio Jair de Siqueira Bittencourt. E, após quatro longos meses de espera, de muita luta e expectativa, fomos agraciados com por unanimidade. É com muito orgulho, com prazer muito grande que, logramos êxito, em nome do Itaperuna Esporte Clube e de todos amantes do time, conquistamos esta grande vitória.

 As negociações da venda foram retomadas, existem outros interessados no estádio?

– Existem diversos grupos interessados em adquirir o Estádio Jairzão, mas não poderia ser diferente de nossa conduta em termos firmado um compromisso com o primeiro comprador, que é do Dr. Vagner, a prioridade é dele. Tivemos contato há alguns dias e ele demostrou muito interesse, ainda. Acredito que as negociações serão retomadas e se não obtivermos sucesso, partiremos para outros planos.

O valor cobrado e como será aplicado?

– Fechamos um contrato, anteriormente, em R$ 15 milhões, deste valor R$ 4 milhões seriam utilizados no pagamento de dívidas do clube que foram adquiridas aos longos 25 anos do clube. O restante do valor, R$ 11 milhões, será totalmente destinado ao projeto do Estádio no Vale das Seringueiras – finalizou o presidente.

Com informações do Diário do Noroeste